28 de abr de 2016

Bela, recatada e “do lar”, também merece respeito.



Na ultima semana a internet pegou fogo, isso porque a revista Veja publicou uma matéria sobre a esposa do vice-presidente Michel Temer. Como resposta, mulheres do Brasil inteiro começaram a usar o título da matéria pra tirar sarro, postando fotos próprias onde aparecem claramente quebrando este padrão com a tag #BelaRecatadaEdoLar. 


Luciana Genro (PSOL) sendo contida por quatro policiais.



Em conseqüência, alguns veículos da mídia conservadora saíram em defesa da revista e "da mulher direita", acusando de "feminismo" a manifestação espontânea que ocorreu contra a reportagem. Infelizmente algumas mulheres de pensamento mais inclinado à direita preferiram comprar esta versão. É para estas que quero falar.


Antes de mais nada quero pedir para que leia a reportagem --> Clique aqui <----

Em algum momento nesta reportagem você teve acesso a alguma fala de Marcela Temer? Não teve, por que não existe nenhuma linha de protagonismo da personagem, nem lugar de fala ela tem. Veja bem, uma matéria inteira e não sabemos nada sobre ela. O país entrando em colapso e não perguntaram nem como ela vê a situação, a corrupção, como se sente quase se tornando primeira-dama, quais suas perspectivas, projetos, sonhos e anseios. Preferiram reduzi-la a uma Barbie acéfala. 
A revista optou por destacar: "43 anos mais jovem que o marido, aparece pouco, gosta de vestidos na altura dos joelhos", "(Temer) foi seu primeiro namorado", " nas últimas três semanas, foi duas vezes à dermatologista tratar da pele", "(a mãe) acompanhou a filha adolescente em seu primeiro encontro com Temer". (romântico, não?)

Você consegue perceber que o problema não é Marcela Temer? Nem a dona de casa, nem a mulher recatada, nem mesmo o fato dela ter sido oferecida ainda adolescente a um homem de 62 anos entrou em discussão! A questão real da revolta é que a Veja colocou o padrão e o lugar "correto" para a mulher na imagem superficial que pintou para Marcela Temer. Talvez Marcela seja uma curiosa da ufologia, estudiosa da culinária, goste de historia em quadrinho, esteja escrevendo um livro sobre a vida fantástica de sua bisavó. Mas isso não importa, por que a matéria não é sobre ela. 

Agravando-se ainda o fato de estarmos sofrendo o impeachment da presidenta Dilma, e a revista em questão sempre ter sido uma opositora agressiva a seu mandato. Quando a revista exalta que o lugar desejável para a mulher é sendo "bela, recatada e do lar", faz uma clara oposição à mulher que consideram não se colocar em seu devido lugar, sendo "fora do padrão estético, durona e presidenta da República". Acrescentando a obvia conclusão para quem leu a matéria, de que o “bom comportamento” de Marcela Temer é colocado para promover seu marido, como se fosse uma qualidade dele. 






Esta matéria cabulosa da revista Veja não foi sobre Marcela, foi sobre o lugar destinado à mulher, à todas as mulheres: eu, você, Marcela e Dilma. A qualidade destacada não foi a beleza, o recato ou a escolha em cuidar da casa, foi a qualidade de MULHER DECORATIVA. Não é a toa que não tem nenhuma fala da moça na matéria, a ausência de fala e de opinião é a qualidade mais valorizada desta "mulher ideal", completando com: "alienada, sem opinião própria e puramente decorativa".

Foi isso o que a Veja disse por tabela, e isso é ofensivo à todas as mulheres: Trabalhadoras, do lar, dentro ou fora dos padrões estéticos, cristãs, umbandistas, feministas, heterossexuais, homossexuais, etc.  Tem muitas coisas implícitas nessa matéria, escolher ser "do lar" é a única coisa que não é uma indignação.


Em contrapartida a isso, outra "primeira-dama" foi destaque da mídia esta semana. Milena Santos é a esposa do novo ministro do Turismo, Alessandro Teixeira do PT, e causou polemica ao divulgar fotos nua em frente ao Planalto:




Além da bunda colossal desta primeira-dama e da maneira nada recatada em que virou noticia, e apesar das criticas dos mesmos moralistas de sempre, as matérias sobre ela dedicaram varias linhas à seus pensamentos e opiniões. E pudemos conhecer a personalidade desta mulher, que é ainda maior que sua bunda.

Agora me diga com sinceridade, quem é que esta desqualificando a mulher "bela, recatada e do lar"? 

Sim, a Revista Veja e o conservadorismo... por que ao contrario do que querem te fazer acreditar, o feminismo existe para dar voz a essa mulher... e a todas as outras, e para fazer respeitar a "natureza da mulher", entendendo que cada mulher tem sua própria natureza, e que todas devem ser respeitadas e valorizadas. Enquanto todo este esforço conservador e retrogrado sempre existiu para calar a nossa natureza própria, única, múltipla, e definir "natureza da mulher" segundo padrões de comportamento patriarcais, mantendo a mulher no lugar que eles destinaram a nós, e neste lugar somos apenas belas, recatadas e decorativas. Enquanto eles viram presidentes do país.




 ..............................................


Pra você não precisar ir atrás das matérias sobre Milena Santos, primeira-dama do turismo e miss bum-bum, compartilho aqui alguns pensamentos dela:

"Não sei se duraremos mais uma década, estão saqueando os cofres públicos do nosso país e não temos candidatos. Não há opções”

“A mudança, para que possamos eleger bem nossos representantes, começa em tentar melhorar a cultura do país."

"Quero que a Dilma permaneça presidenta, na minha opinião ela é uma mulher íntegra e com a postura correta para ser a presidenta do país."

"O Cunha é uma pessoa extremamente inteligente e manipuladora, sabe que o povo brasileiro tem memória curta. Ele é bem capaz de contornar tudo isso e ainda tentar ser presidente."

 "Eu gostaria de saber por que ele não foi tão ágil nas investigações do processo da esposa do Eduardo Cunha, como foi contra o ex-presidente Lula" (Sobre Sergio Moro)

 "O lobo mau vestido de cordeirinho..." (Sobre Michel Temer) 

"Único presidente que se preocupou com o povo, principalmente com o Nordeste, de onde vim." (Sobre o ex-presidente Lula) 

“Mesmo que tenha postura para assumir nosso país, ele não respeita as mulheres. E mais de 52% da população brasileira são mulheres. Como ele ainda quer governar este país?” (Sobre Aécio Neves) 

"Sem palavras para descrever tanta ignorância!" (Sobre Jair Bolsonaro) 

"Isso tudo está acontecendo porque quem não mama, chora. O povo entende bem o que quero dizer."





Nenhum comentário:

Postar um comentário